Portal Zap - Em jogo marcado por ato de racismo, Juazeirense conhece sua primeira derrota na Série D em Goiás



Em jogo marcado por ato de racismo, Juazeirense conhece sua primeira derrota na Série D em Goiás
Confira:
publicada em 18/05/2019

O Cancão até saiu na frente com Toni Galego, mas acabou levando a virada na tarde deste sábado no estádio Anibal Toledo e perdeu por 2x1 para a Aparecidense-GO, pela terceira rodada da Série D. Com a primeira derrota na competição, a Juazeirense se manteve com quatro pontos e caiu para a segunda colocação - com sete, a equipe goiana agora lidera o grupo A9. 

A tônica do jogo em Aparecida de Goiânia foi de muita disputa. No primeiro tempo, por exemplo, um momento de perigo pra cada lado. Primeiro, Cezinha quase marca de fora da área. Do outro lado, Rodriguinho, que no segundo tempo marcaria dois gols, exigiu uma grande defesa de Gleibson numa cabeçada a queima roupa. 

No segundo tempo, Toni galego abriu o placar aos 11 após uma bela assistência do volante Iran. A alegria do Cancão durou pouco e aos 16 minutos Rodriguinho empatou. E aos 29, virou para a equipe goiana. Depois do gol, a partida ficou marcada por uma confusão generalizada. Antes dela, porém, o atacante Jeam acabou expulso, por interferência do quarto árbitro.

Aí veio o momento mais tenso do jogo e partida ficou parada por 10 minutos - um torcedor da Aparecidense, que insultou, chamando o goleiro reserva do Cancão Deijair de macaco, provocando um bate-boca com os jogadores da Juazeirense. O "torcedor" acabou retirado do estádio pela Polícia Militar. O goleiro foi até a delegacia prestar queixa. Além de sofrer com o ato de racismo, o goleiro do Cancão foi expulso, acreditem.

Juazeirense mostra solidariedade com o goleiro Deijair e divulga card contra racismo

O jogo chegou a ter oito minutos de acréscimo, mas acabou mesmo 2x1. As equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, no Adauto Moraes, na abertura dos jogos de volta da primeira fase da competição. 

TAGS: juazeirense,serie d, brasileirao, racismo