Portal Zap - Jogador que disputa a copa com um pé no exército, menino Ney e muito mais em nossa coluna sobre a Copa



Jogador que disputa a copa com um pé no exército, menino Ney e muito mais em nossa coluna sobre a Copa
Veja:
publicada em 22/06/2018

Foto: Divulgação/Instagram

Copa e continência

O meio campo destaque da seleção da Coreia do Sul, Son Heung-Min, craque do Tottenham da Inglaterra e que vive o seu melhor momento na carreira, muito provavelmente protagonizará um momento inusitado no futebol de alto nível.

É quase certo que o jogador precise se apresentar ao exército coreano. Isso mesmo, como todo cidadão daquele país, o atleta precisará cumprir dois anos de serviço militar até completar 28 anos. Son hoje tem 26 anos.

Para escapar, “Son” três chances de escapar do alistamento: Levar a Coreia até a semi final da Copa do Mundo, ser campeão dos Jogos Asiáticos que será realizado na Indonésia em agosto, ou no início de 2019 ou conquistar o título da Copa da Ásia nos Emirados Árabes.

E, aí, será que ele tem chance?

Foto: Ricardo Stuckert/ CBF

 

Foi no sufoco, mas foi

“Haja coração, amigos!” Já dizia o Galvão. O Brasil venceu nos acréscimos o jogo desta sexta-feira e tirou um caminhão e meio das costas após fazer 2 a 0 na Costa Rica. O primeiro tempo foi um retrato do primeiro jogo, mas no segundo, criamos várias chances, inclusive tivemos um pênalti anulado pelo VAR, “Ahhh varrrr”.

Resultado foi bom, dependemos somente de nós na última rodada, mas precisamos mostrar mais, até o Tite disse: “Estamos devendo”. Mostra tua força, Brasillll.


Foto: FIFA

O choro do alívio

O menino Neymar carrega consigo a responsabilidade das vitórias e derrotas da nossa seleção. Se ele dribla e sai gol, é gênio, craque, se dribla, cai e perde a bola, é individualista e só pensa nos seus recordes pessoais. Ele sabe disso e parece que nasceu com uma força interior pra aguentar tanta pressão, mas hoje não deu. Após a sofrida vitória, ele chorou pra aliviar.

Pra cima deles, Ney


Foto: Andre Borges/ ComCopa

Nada como um dia após o outro

A Argentina que terminou o dia ontem arrasada, com um pé no caos depois de perder para a Croácia, hoje, após o fim do jogo entre Nigéria e Islândia, o time do técnico Jorge Sampaoli ainda respira na Copa do Mundo.

Os argentinos agora só precisam vencer a Nigéria na última rodada para garantir vaga nas oitavas do mundial.

Será que vai?

Foto: Reprodução TV

Copa & Futebol & Política & Liberdade

Há um bordão famoso que diz: "Não se discute futebol e política".  E quando os dois estão juntos? Os jogadores Xhaka e Shakiri, da Suiça, mostraram que isso se discute sim, ainda mais numa copa do mundo, onde os holofotes estão voltados para esta competição. Ao comemorar seus gols diante da Sérvia, os Suiços fizeram uma alusão à bandeira da Albânia, uma águia negra com duas cabeças. A razão é que a maioria do povo do Kosovo tem origem Albanesa.  

A região de Kosovo fica dentro do território da Sérvia e declarou independência de forma unilateral em 17 de fevereiro de 2008. Os sérvios não reconheceram esse ato e ainda consideram Kosovo como parte do país.

Por Bruno Lopes
TAGS: copa do mundo, portalzap, russia, futebol, brasil